29 setembro 2006

Agenda

Entidades promovem debate sobre comunicação em feiras e congressos
No post de 13 de setembro, anunciei a criação do Guia de Boas Práticas de Comunicação em Feiras e Eventos. Agora, a postagem é sobre o debate desse tema fundamental.
Está marcada para a próxima quarta-feira, 04/10, a Mesa Redonda sobre o tema Práticas de Comunicação em Feiras e Eventos com os criadores do guia homônimo. A mesa de debates terá as participações de Mara Ribeiro/SJSP-FENAJ; Enio Campoi/SINCO; Rosana Monteiro/ABRACOM e Bia Bansem/UBRAFE. Participam também da mesa Armando Campos Mello, superintendente da UBRAFE e Antonio Alves, Gerente de Comunicação da Alcântara Machado.
Serviço
04 de outubro, às 19h30.
rua Rego Freitas, 530, sl, Centro de São Paulo.
Inscrições abertas. Vagas gratuitas e limitadas.
Telefones: 3217.6299 e 3217.6298 com Eloisa ou Bárbara.

28 setembro 2006

Na Prática

Mercado em crescimento
Parece que o mercado está mesmo se rendendo ao blog como uma ferramenta de comunicação corporativa com os mais diversos públicos. Dessa vez, quem inova e acelera na frente da concorrência é a WR, lançando o primeiro blog corporativo do setor de blindagem. Está muito bacana e vale a visita. Para conhecê-lo, clique aqui.

27 setembro 2006

Na Prática

Investimento em qualidade de vida ajuda a reter talentos
(Fonte: Folha de São Paulo)
Atrair profissionais competentes é apenas o primeiro passo na administração dos talentos das empresas. Em muitas delas, o maior desafio para a área de RH é aprender a manter esses profissionais em seu quadro de funcionários.
A Apdata, empresa de tecnologia na área de recursos humanos, adotou uma "política efetiva de valorização de seus colaboradores". A sede da empresa tem capela ecumênica, academia de ginástica e salas para cromoterapia. "Nos últimos três anos, destinamos uma média de 5% do faturamento para melhorar a qualidade de vida dos nossos colaboradores. Os resultados têm sido positivos [para a retenção]", afirma Luiza Nizoli, diretora-executiva da Apdata.
Segundo um estudo interno da empresa, o nível de produtividade aumentou 85% nos últimos três anos, enquanto o "turnover" (rotatividade) caiu para "praticamente zero". "Entendemos que não é a questão salarial que retém o talento. Descobrimos, pelo estudo, que algumas pessoas tinham habilidades para áreas diferentes das em que estavam. Ao mudarem de departamento, ficaram mais felizes e, conseqüentemente, passaram a trabalhar mais", diz a diretora.
Há quatro anos na firma, a gerente de negócios Fátima Pires, 40, diz ter recusado várias propostas para trabalhar em empresas concorrentes. "Desde o início, as instalações da empresa me chamaram muito a atenção. Há a busca pelo bem-estar dos funcionários", declara.
Mostrar a importância do profissional, aplicando diferentes formas de reconhecimento, é um fator essencial na avaliação de Nelson Moschetti, diretor da consultoria RCS. Para Moschetti, também é fundamental que a empresa propicie aumento de qualidade de vida aos seus funcionários. "Fazer atividades para alcançar o equilíbrio entre adrenalina e endorfina, como aulas de ioga e relaxamentos, é um grande atrativo", opina o consultor.
Há oito anos como funcionária da rede de hotéis Atlantica, a administradora hoteleira Regina Carrijo, 26, é, hoje, gerente-geral de uma unidade. "Trata-se de uma empresa com muitos jovens trabalhando, respeito do alto executivo e boas oportunidades de crescimento", declara Carrijo.

25 setembro 2006

Agenda

Fórum sobre cidadania empresarial em São Paulo
O Instituto de Marketing e a Atual Educação Empresarial realizarão a 19º edição do Fórum Nacional de Cidadania Empresarial, nos dias 25 e 26 de outubro, em São Paulo (SP). O evento tem como objetivo principal estabelecer estratégias que permitam parcerias entre as comunidades empresarial e de ensino, em prol da multiplicação de ações de responsabilidade social, bem como propiciar um espaço de divulgação e troca de experiências na área.
As organizações interessadas em apresentar case ou palestra sobre as suas ações socialmente responsáveis e participar de painéis de debates neste evento, deverão se inscrever através do formulário disponibilizado no site. Além do 19º Fórum, simultaneamente acontecerá o 7º Fórum Nacional de Instituições de Ensino Superior Socialmente Responsáveis.

23 setembro 2006

É Notícia

Moça da Avon
(Fonte: Folha de S. Paulo/Mercado Aberto)
O Instituto Avon promove, hoje, a quinta edição do Dia do Compromisso para comemorar os resultados obtidos pela entidade ao longo deste ano. Os eventos, realizados voluntariamente pelas revendedoras dos produtos da marca, acontecerão em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Curitiba, em Fortaleza, em Salvador e em mais de 50 municípios de diferentes regiões do país. Com pouco mais de três anos, o instituto já repassou cerca de R$ 7 milhões para 43 projetos que trabalham com detecção do câncer de mama. A renda vem de parte das vendas.

Agenda

O evento marca o Dia da Comunicação Empresarial, comemorado em 8 de outubro e se volta para profissionais atuantes no mercado, alunos de graduação, pós-graduação, gestores e interessados no assunto.
Na ocasião serão apresentadas palestras três especialistas da área, que utilizam a comunicação como meio de gestão e não somente de divulgação. “No mundo globalizado e competitivo a Comunicação Empresarial deve ser usada não somente como forma de divulgação/comunicação de informações. Neste sentido, o primeiro público de toda e qualquer empresa acaba sendo esquecido: o interno”, pontua o professor Márcio Gonçalves, organizador do evento.

21 setembro 2006

Na Prática

Bradesco lança site de responsabilidade socioambiental (RSA)
O novo espaço é bastante completo em informações sobre as ações da empresa em RSA. Além disso, layout arrojada integra os recursos de vídeos e animações.
Segundo o Bradesco, os internautas ainda podem aguardar inúmeras surpresas para as próximas etapas do projeto. Vale a visita: www.bradesco.com.br/rsa

20 setembro 2006

De Olho no Mercado

Concurso - Consultor de Relações Institucionais
A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial - ABDI, realiza concurso público para Consultor de Relações Institucionais. Apenas uma vaga está aberta.
Requisitos: Graduação em Comunicação Social, Jornalismo, Publicidade e Propaganda ou Relações Públicas, com pós-graduação e 03 anos de experiência em gestão de setor de comunicação e assessoria de imprensa em órgãos públicos ou privados.
Atribuições: Gerenciar e controlar a política de comunicação da Agência no que diz respeito à estratégia de comunicação interna e externa, à imagem institucional e ao posicionamento de marketing, assessoria de imprensa, eventos, editoria web e produção de conteúdos específicos. Assessorar a Diretoria Executiva da Agência na sua relação junto à mídia eletrônica e impressa.
Serviço
O salário oferecido é de R$ 6.591,67.
O pedido de inscrição deverá ser feito até 03/outubro, via correio.
Para mais informações (e para consultar o edital), visite o site da ABDI.

Na Prática

Gestão do Espetáculo

(Fonte: revista Melhor)

Render-se aos sentidos. Confiar em seus instintos. Correr riscos. Ter paixão pelo que faz. Esses são alguns dos desafios diários dos profissionais que trabalham na empresa de entretenimento mundialmente conhecida como Cirque du Soleil.

Fundada em 1984, em Québec, no Canadá, pelo francês Guy Laliberté, hoje a companhia emprega cerca de 3 mil funcionários - entre acrobatas, fisioterapeutas, técnicos e executivos de diversas áreas, como em uma empresa tradicional - e se firma como referência internacional de um trabalho bem feito. "A business model of artistic venture", como diria o idealizador Laliberté.

Da idéia de reunir artistas performáticos de rua, nasceu esse modelo de negócios que desafia a rotina corporativa com um laboratório permanente de criatividade. Hoje, no total, são 12 shows espalhados pelo mundo: seis fixos e seis itinerantes (incluindo a passagem do espetáculo Saltimbancos pelo Brasil). Aonde chegam, mobilizam público e imprensa; os ingressos são vendidos antes mesmo de erguerem a tenda.

Mas, apesar de todo o sucesso, há um conceito que permeia os bastidores da trupe: "Sem emoção e criatividade, o show não existe."E essa visão, digamos, mais lúdica do negócio, vem ganhando mais espaço no mundo corporativo.

Entre ferramentas tecnológicas e metodologias para se destacar no cenário de competitividade, as empresas têm dado mais atenção a fatores como criatividade, sensibilidade e paixão. Paixão pelo trabalho. Paixão pelo que se faz.E para mostrar que o Cirque du Soleil é um trabalho sério - sem deixar de ser divertido, mágico e (quase) hipnotizante -, o grupo de executivos da companhia veio de Montreal para explicar como funcionam os bastidores do negócio.

"Impossible is only a word" (Impossível é apenas uma palavra). Com essa frase, Mario D'Amico, vice-presidente de marketing da empresa, começa a palestra Cirque du Soleil: an Artistic Venture, a Show Business Phenomenon, a Business Model, que aconteceu no auditório da Fundação Getulio Vargas, em São Paulo (FGV-SP). O executivo destacou alguns pontos da visão de negócio da companhia: para eles, a competição não é apenas com outros grupos de circo, mas com todas as formas de entretenimento (inclusive esportes).

Apesar de serem uma marca reconhecida no mundo inteiro, não deixam de enfatizar a originalidade em tudo o que fazem. "Continuamos a assumir riscos todos os dias. É uma escolha nossa: usar a criatividade contra o perigo de cair no lugar-comum", afirma.D'Amico conta que o turnover no Cirque gira em torno de 25%. "É o tipo de trabalho em que as pessoas estão sempre extrapolando seus limites. Muitos se machucam. Outros se cansam. E há os que se aposentam e passam a trabalhar no escritório, na gestão do negócio."

Por isso, o trabalho de recrutamento é ininterrupto, no mundo inteiro. Os olheiros convocam potenciais talentos para um treinamento geral, de três meses, no Canadá. Lá, é feita a seleção entre os que são convidados a trabalhar em algum espetáculo e os que voltam para casa, mas são mantidos no banco de dados, para outra oportunidade.

O executivo se diverte ao explicar que praticamente todos os executivos da companhia praticam ou já experimentaram as atividades circenses. "Eu mesmo quase me 'esborrachei' uma vez. Mas vale o risco. É preciso experimentar o tempo todo. Não só para mantermos contato com o produto - mas para lembrarmos da relação entre os integrantes do espetáculo. Nesse caso, o trabalho em equipe é, literalmente, vital. Principalmente se você está em um trapézio, a vários metros de altura."

É Notícia

Prova que não basta comunicar, tem que motivar e dividir a responsabilidade.
Tô Nem Aí
(Fonte: Folha de S. Paulo/Mercado Aberto)
Pesquisa com 89.482 trabalhadores de 638 empresas de diferentes países mostrou que o fato de um funcionário saber dos objetivos da empresa em que trabalha não significa, necessariamente, que ele se sinta responsável por eles. O estudo foi feito pela FranklinCovey, com o método "xQ" (quociente de execução), que mede a capacidade de produzir resultados.

19 setembro 2006

Na Prática

Empresas ajudam a preparar aposentadoria
As exigências profissionais rotineiras fazem com que boa parte dos trabalhadores se prive das horas de lazer. O profissional acaba adiando suas expectativas para quando se aposentar. Porém, quando a hora chega, surgem preocupações sobre como lidar com o tempo ocioso, com uma possível queda de renda, com a perda de estatus, etc.
Para ajudar nesse momento de transição, muitas empresas já usam os Programas de Preparação para Aposentadoria (PPA'S). Segundo Cecília Shibuya, vice-presidente da ABQV (Associação Brasileira de Qualidade de Vida), os ganhos com a medida são muitos.
De um lado, os PPA's motivam e fidelizam os funcionários, que percebem que a empresa não está preocupada apenas com a produtividade pontual, mas com o bem estar geral do indivíduo. "Mas o ganho também é da sociedade pois, com a expectativa de vida da população aumentando gradativamente, torna-se ainda mais necessário que o período de aposentadoria seja bem planejado", diz.
Em pesquisa realizada com mais de 300 profissionais de diversas áreas, Cecília levantou as principais dificuldades que atrapalham o processo de aposentadoria e a vida pós-carreira: não conhecer as prioridades do cônjuge (85%); sobrecarga de trabalho x má administração do tempo (85%) e afastamento dos amigos (50%).
Um dos objetivos dos Programas de Preparação para Aposentadoria é ajudar cada profissional a gerenciar melhor essas dificuldades. O funcionário otimista, saudável e que vive com qualidade, torna-se mais criativo para encontrar soluções. Pesquisas têm demonstrado que os otimistas mantêm sua juventude por um período maior e obtêm resultados mais positivos.

18 setembro 2006

Dicas & Dicas

Calculadora auxilia empresas a usar leis de incentivo
Saber o potencial de investimento com incentivos fiscais de uma empresa com apenas um clique. Essa é a proposta da Calculadora Online disponibilizada pelo GIFE gratuitamente aos visitantes de seu site.
Elaborada pela Patrolink, empresa especializada em planejamento e gestão de patrocínios, a ferramenta desmistifica o funcionamento dos incentivos federais, estaduais e municipais, e identifica o percentual de recursos a serem doados.
Na prática - Os interessados digitam os valores pagos por suas empresas em impostos e conseguem, instantaneamente, obter as estimativas. “As pessoas sabem que as leis existem, mas não têm idéia como utilizá-las”, explica Marcos Martins, diretor geral da Patrolink.
A argumentação do profissional coincide com uma das conclusões do recente levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA): a desinformação sobre a existência das leis de incentivo e a dificuldade de entender seu funcionamento e de identificar o potencial de doação são algumas das razões para a baixa utilização desse recurso (lei mais no post).
Serviço
A calculadora fica hospedada no site do Gife pode ser acessada clicando aqui.

14 setembro 2006

Na Prática

Auto-gestão
Dar a trilha, não o trilho. Com essa máxima, a superintendente de RH da distribuidora de energia Elektro, Elaine Regina Ferreira, desenvolveu o programa Rotas de Carreira.
Disponível na intranet da empresa para todos os funcionários, o programa mostra as suas possibilidades de crescimento. “Numa trilha, você não sabe o que vem pela frente, diferentemente do trilho, em que está tudo pronto para o carro seguir adiante. Nós damos subsídio para que o colaborador planeje sua carreira”, explica Elaine.
O Rotas é um mapa gráfico auto-explicável, mostrando as opções de evolução vertical – um analista Junior para pleno, por exemplo -, diagonal (migrar de uma área para outra em sentido ascendente) ou horizontal – mudança de rota para outra área, mas sem alterar o nível do cargo. O funcionário clica no cargo almejado e pode ler ali as competência requeridas, e o que pode ser feito para alcançar essa expertise – cursos, livros, etc. “É um plano de auto-desenvolvimento”, frisa a superintendente.
Resultados - Além disso, conta com testes para medir os fatores motivacionais para o novo desafio. A estratégia já mostrou um resultado significativo na Elektro. Até 2005, o nível de aproveitamento interno para as vagas abertas era de 8%. O Rotas de Carreiras foi implementado no início deste ano e, atualmente, 40% a 50% das vagas são preenchidas por posições internas. O programa foi desenvolvido por Elaine com suporte da PriceWaterhouseCoopers (PwC).

Agenda

Ano passado, tive a oportunidade de participar desse simpósio e recomendo. Palestrantes qualificados e interessantes, organização impecável e muito dinamismo resumem o evento.
Neste ano, o tema é de suma importância e está mais em destaque do que nunca. Atenção para a palestra de Sergio Borges Chaia, Diretor-Geral da Sodexho Pass do Brasil, que já assisti e, realmente, acrescenta muito ao nosso dia-a-dia.
Além disso, outros 17 profissionais de grandes empresas - como o Boticário, Embraer, CVRD, Basf entre outras - compartilharão sua experiência e sucesso com o público. Vale a pena!
Serviço:
Telefone: (21) 2549-4930

É Notícia

Terceirização de Recursos Humanos na América Latina
(Fonte:www.revistamelhor.com.br)
Traçar um panorama da atual situação do segmento de HRO (outsourcing, terceirização de recursos humanos) na América Latina. Esta é a proposta da Hewitt Associates, que resolveu adaptar o estudo Outsourcing de RH: Tendências & Insights 2006 -- já realizado na Europa e EUA -- ao cenário latino-americano.
Para isso, prevê a realização de uma pesquisa com cerca de 400 empresas da região (sendo 200 no Brasil), a partir da segunda quinzena deste mês de setembro.Alguns dos motivos para as organizações buscarem a terceirização dos mecanismos de RH são: maior foco no principal negócio da empresa, melhoria de processos e redução de custos operacionais. E há diferentes graus: alguns terceirizam apenas as operações de RH, outros terceirizam também desenvolvimento de estratégias e elaboração de planos.
Dados iniciais do estudo indicam que o mercado mundial de HRO cresce a uma taxa de 20% ao ano e a expectativa é que, em 2006, movimente um total de 99,6 bilhões de dólares. Neste cenário promissor, destaca-se a América Latina, justamente pelo seu potencial de expansão e geração de receita.

É Notícia

Arte e Cabelo
(Fonte: Folha de São Paulo/ Mercado Aberto)
Pela primeira vez, a Unilever faz parceria com um artista para assinar embalagens de produtos para cabelos. Com um investimento de R$ 10 milhões, a linha Seda Verão Intenso terá rótulos com estampas criadas pelo artista plástico uruguaio Carlos Paez Vilaró. A Unilever, que em 2003 já havia convidado o artista Romero Britto para estampar as caixas do sabão em pó Omo, resolveu apostar na receita para a linha de cuidados pessoais. "No segmento de produtos para cabelo, essa ação de levar arte às prateleiras é inédita", diz Adréa Rolim, diretora da Unilever no segmento de produtos para cabelos e desodorantes. A linha é composta por xampu, condicionador, creme de tratamento e para pentear.

13 setembro 2006

Dicas & Dicas

Entidades lançam guia de boas práticas para assessores de feiras e congressos
A iniciativa é da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom), Sindicato Nacional das Empresas de Comunicação Social (Sinco), União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe) e Sindicato de Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras (Sindiprom) e seu objetivo é auxiliar na cobertura de feiras de negócios e eventos.
Para a criação do guia foram necessários dois anos de trabalho e a sua necessidade foi percebida pelas constantes reclamações de jornalistas e de assessorias de imprensa sobre procedimentos no trato da informação e na condução do trabalho em eventos.
As informações do guia vão desde o credenciamento da imprensa até mesmo como montar uma sala de imprensa que atenda às necessidades dos jornalistas e fotógrafos que estão fazendo a cobertura do evento.
Hoje, por exemplo, o mercado produz 122 feiras de negócios que movimentam cerca de R$ 3,2 bilhões e geram mais de 220 mil postos de trabalho diretos e indiretos. E, nós sabemos, quanto mais regulado maior é a tendência de crescimento
Serviço
Guia de Boas Práticas de Comunicação em Feiras e Eventos - Práticas e Procedimentos
Os exemplares impressos do guia estarão à disposição dos associados da Abracom a partir de 14/9. Já a versão eletrônica, para download, será publicada em breve no site da entidade. Mais informações: (11) 5539.2344.

Dicas & Dicas

Novinho em Folha
Pessoal, está no ar o blog da jornalista Yara Peres, sócia e vice-presidente da CDN – Companhia de Notícias. Naveguei e achei muito bacana, sem dúvida mais uma ótima opção na nossa área. O objetivo desse blog é ser um espaço para a reflexão sobre os temas do mercado de comunicação corporativa. Destaque para o ecletismo, entrevistas e a sensibilidade dos artigos. O endereço do blog é http://www.blogdayara.com.br.

12 setembro 2006

De Olho no Mercado

Empresas estão usando mais os estudos de imagem corporativa
"40% das empresas brasileiras contratam regularmente estudos de imagem corporativa, segundo pesquisa realizada entre julho e agosto pela TNS InterScience e reproduzida pela Carta Capital, edição nas bancas. Há 2 anos, levantamento semelhante tinha encontrado 32%.
De acordo com a mesma pesquisa, caiu de 48% em 2004 para 41% em 2006 o número de empresas que utilizam regularmente pesquisas de imagem da marca. 55% das empresas que usam estudos de imagem corporativa acreditam que eles são importantes para compreender como se constrói respeitabilidade no setor.
Já para as empresas que contratam estudos de imagem de marca o mais relevante é definir fatores de sucesso no mercado (26%) e identificar segmentos de consumidores (26%).Para estratégias de longo prazo, no entanto, 57% das empresas pesquisadas disseram que os estudos mais importantes são os de imagem da marca. Em 2004, esse percentual era de 42%."
Fonte: Telma Ito, blog Rede RP

Dicas & Dicas

A importância dos valores humanos no trabalho
Sua empresa valoriza os colaboradores? Em Valores Humanos no Trabalho, lançado pela Editora Gente, o consultor organizacional Ken O'Donnell fala sobre a importância da valorização do capital humano nas organizações.
As lições principais da obra têm como base que cada um é especial e merece ser reconhecido com tal. Na visão do autor, quando as pessoas se relacionam nessa consciência, tudo se torna mais fácil.
Em Valores Humanos no Trabalho, Ken O'Donnell levanta a bandeira sobre a qualidade das relações de trabalho e da responsabilidade social. O escritor australiano, que reside em São Paulo há mais de uma década, ainda alerta para a necessidade de uma mudança radical no relacionamento entre os gestores e suas equipes, e como ela pode ter reflexos positivos na sociedade.
Serviço
Valores Humanos no Trabalho
Ken O'Donnell
Editora Gente, 2006
R$ 33

11 setembro 2006

Interatividade

tempo, tempo, tempo
Quem nunca se viu dividido entre as solicitações "urgentes" e o andamento do trabalho no dia-a-dia? Ou já fez hora extra para dar conta do recado? E até sonhou com um dia que durasse 30h?
Se você se reconheceu em algumas dessas atitudes, faça o teste produzido pela revista Você S/A, descubra e melhore a sua capacidade de lidar com os terríveis ladrões de tempo.

Agenda

2ª Conferência Internacional de Comunicação Empresarial
A comunicação como força motriz no relacionamento entre a alta direção da corporação e seus profissionais. Este é o ponto de partida dos debates que farão parte da 2ª Conferência Internacional de Comunicação Empresarial, promovida pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), no dia 26 de outubro, em São Paulo.
Para debater esse tema, a conferência apresentará os painéis "A Importância Estratégica da Comunicação Corporativa na Visão do CEO", "O que Conduz sua Reputação? Conheça os Seis Fatores que Diferenciam uma Organização de seus Concorrentes", "Como conquistar do Público Interno: Mais Comprometimento e Mais Engajamento" e "Como Mensurar e Avaliar Programas de Comunicação Corporativa".
Destaque para o primeiro painel, que terá como palestrante Emilson Alonso, presidente do HSBC Brasil e um dos primeiros executivos brasileiros a ter um blog na intranet da empresa (saiba mais). E, por isso, discorrerá principalmente sobre como promover o desenvolvimento das pessoas e mantê-las informadas, bem como a importância de estar sempre em contato com os funcionários e saber ouvi-los.
Por conta da qualidade e da raridade, vale destacar também os palestrantes internacionais: o consultor e professor da McMaster University do Canadá, Terry Flynn, especialista em comunicação de mídia, risco ambiental e conflitos. E o presidente e diretor global da Edelman Change, Gary Grates, especialista em comunicação estratégica.
Serviço
As inscrições podem ser feitas pelo site www.aberje.com.br ou pelo telefone (11) 3662-3990.
O programa acontece no Novotel Jaraguá, das 9h às 18h e terá quatro painéis com a apresentação de conferencistas do Brasil, Estados Unidos e Canadá.

Agenda

Dia mundial da Limpeza
Pessoal esse post é um pouquinho off-topic. Mas só um pouquinho mesmo. Pois, além da conservação de nosso planeta ser do interesse de todos, podemos usar essa ação em programas de responsabilidade social de nossas empresas, basta ter criatividade.
No dia 12 de setembro, o RioVoluntário e o Instituto Ecológico Aqualung realizarão uma breve reunião com pessoas interessadas em participar como líderes voluntários na ação de Limpeza de Praias, que vai acontecer no Dia Mundial de Limpeza, 16 de setembro.
Neste dia, 16 de setembro, além do recolhimento do lixo, serão realizadas ações educativas junto aos usuários das praias de todo o país, para que tenham consciência de que manter as praias limpas é dever e responsabilidade de todos.
O Dia Mundial de Limpeza é conhecido mundialmente como Clean Up the World e acontece em mais de 125 países, simbolizando união e dedicação em prol de um mundo mais limpo, consciente e saudável para a humanidade. Em 2005, o Dia Mundial de Limpeza contou com a participação de 4 mil voluntários, que coletaram 7 toneladas de lixo em praias, rios, lagos e lagoas do Brasil.
Serviço
12 de setembro, às 12h30.
Travessa General Justo, 275, Bloco B, Térreo, Centro (próximo ao Aeroporto Santos Dumont).
Para obter mais informações e confirmar presença na reunião: (21) 2262.1110 ramal 461 ou voluntariado@riovoluntario.org.br.

07 setembro 2006

Na Prática

Brascola apresenta 1º Evento de Artesanato do Mercadão de Madureira
De 13 a 16 de setembro, o maior mercado popular da América Latina sediará cursos para artesanato. O evento é organizado pela Brascola - uma das líderes no mercado de adesivos e selantes – em parceria com a administração do Mercadão de Madureira.
Diversos cursos serão aplicados durante o evento e para participar basta levar 1Kg de alimentos não-perecíveis que serão doados para instituições locais. Os materiais utilizados durante os cursos serão cedidos pela Brascola e pelas empresas apoiadoras Gato Preto, Condor, Raber, Glitter, Atelier na Tv, Mariander, Mago, Art’s.Com.Art’s.
“O Mercadão de Madureira comercializa diversos produtos para artesanato, porém não oferecia cursos. Foi aí que a Brascola conversou com a administração do mercado para, em parceria, organizar este evento. Já na primeira semana de inscrição foram arrecadados cerca de 380Kg de alimentos”, afirma Taís Abambres, coordenadora de marketing da Brascola.

06 setembro 2006

Na Prática

Espn promove 1º Espn Corporate de Tênis
A partir de 23 de setembro, os canais Espn e Espn Brasil realizam o primeiro Espn Corporate de Tênis, evento de relacionamento entre empresários, executivos e profissionais de agências e anunciantes. O torneio de tênis amador visa fortalecer os laços de amizade e esportividade entre os participantes. A melhor equipe será premiada com pacote para assistir, em Paris, ao Grand Slam de Roland Garros, torneio que tem cobertura exclusiva dos canais Espn no Brasil. O Espn Corporate de Tênis será realizado na rede Playtennis.
Serviço
O coquetel de lançamento acontece no dia 21 de setembro. As empresas e agências de propaganda poderão inscrever até quatro profissionais para o torneio.

Pesquisa

Pesquisas de clima apontam má comunicação entre chefes e subordinados como grande problema
Por quê fulano foi promovido e não eu? Essa é a pergunta que todo profissional faz quando sua equipe ou departamento passa por mudanças e ele é preterido sem explicações convincentes na hora de disputar uma melhoria salarial ou ocupar um cargo vago.
Nessas situações sempre paira no ar um clima de desconfiança que deixa a liderança desacreditada perante seu time. Ela tenta dar aos demais explicações que mais parecem desculpas para justificar porque escolheu determinada pessoa. O pior é quando as mudanças não são transparentes e a equipe só fica sabendo por meio das fofocas dos corredores. Consultores especializados em clima organizacional advertem: esse é um dos fatores que mais prejudicam o ambiente de trabalho e colocam em xeque a credibilidade das lideranças.
- Se você vai dar uma festa e não pode chamar todos os amigos, tem que deixar claro por que alguns não serão convidados - ensina o diretor da Casa do Cliente Paulo Clemen. Segundo o consultor está havendo uma verdadeira febre das empresas em realizar pesquisas de clima organizacional e essas pesquisas apontam que a má comunicação entre chefia e subordinados é o principal fator para uma avaliação negativa.
A consultoria, especializada em comunicação, criou um produto específico para ensinar líderes a se comunicar com seus "clientes internos". Paulo avalia que nos últimos anos, muitos profissionais com perfil de especialistas estão assumindo papel de liderança sem ter as competências necessárias para isso. Por isso é fundamental prepará-los.
As empresas já perceberam como o bom clima organizacional influi nos seus resultados. Mas de nada adianta identificar os problemas por meio das pesquisas e não trabalhar para corrigi-los. No Congresso Nacional de Recursos Humanos, realizado mês passado em São Paulo, o coordenador de Comunicação de RH da Petrobras Eduardo Martins Medrado falou sobre as pesquisas de ambiência organizacional.
- Tão importante quanto medir os resultados é fazer uso dessas informações para subsidiar o processo decisório da companhia - diz Medrado. A gestão de pessoas quando não existem critérios é sempre uma tarefa difícil e avaliar o desempenho dos colaboradores com base em indicadores objetivos é uma estratégia indispensável para que a empresa possa ter uma política eficiente de desenvolvimento interno. Por isso, cada vez mais organizações vêm fazendo uso de instrumentos para avaliar desempenho e resultados, como Balanced Score Card (BSC) e o Management by Objectives (MBO).
Serviço
O Grupisa está promovendo um curso específico sobre gerenciamento de desempenho nos próximos dias 21 e 22 que ensinará profissionais de RH a utilizar essas ferramentas para criar critérios nas suas organizações. Mais informações podem ser obtidas na secretaria da entidade pelo telefone 21 2509-6480 ou pelo site www.grupisa.com.br.

05 setembro 2006

É Notícia

AMBEV é Condenada por Assédio Moral Coletivo
(Fonte: Revista Melhor)
Imagine uma reunião onde as pessoas não podem se sentar. Mais que isso, têm de dançar "na boquinha da garrafa" na frente dos outros funcionários, com figurinos nada apropriados a um profissional.
Parece uma grande brincadeira, como em uma dessas festas de fim de ano, não é? Pois, aqui, o assunto é bem sério. A situação aconteceu de verdade e é um dos motivos pelos quais a Ambev foi condenada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (Rio Grande do Norte) a pagar uma indenização de um milhão de reais. Tema do processo: assédio moral coletivo contra os funcionários.
A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho, em razão de supostas práticas da empresa de colocar funcionários em posição vexatória, no caso de não-cumprimento das metas de vendas. A empresa informou que a ação foi impetrada em 2001 e que vai decorrer da decisão no Tribunal Superior do Trabalho (TST).
A Procuradora do Trabalho Izabel Ramos, que entrou com a ação na Justiça do Trabalho, afirmou que a indenização será revertida ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A esperança é de que mais decisões como esta ajudem a inibir a prática de assédio moral no ambiente de trabalho.

Agenda

O preço é meio salgado, principalmente porque são só dois dias, mas o evento parece interessante.
Análise e Mensuração de Resultados em Comunicação Interna
Durante os dias 25 e 26 de setembro, no Transamérica Flat 21st Century, em São Paulo, o IIR-Institute for International Research promove o evento "Análise e Mensuração de Resultados em Comunicação Interna".
Com o objetivo de debater os principais métodos de mensuração de resultados na comunicação entre empresa e funcionário e como esta pode ser benéfica ao crescimento dos negócios, o evento, construído nos moldes IIR-Gestão Master, abordará, entre outros temas, "Mensuração de Resultado como direcionador estratégico de comunicação interna" e "Desenvolvimento, aperfeiçoamento e avaliação do endomarketing para atingir as metas de qualidade em serviços e sua utilização como valiosa ferramenta estratégica".
Serão palestrantes do evento Viviane Regina Mansi, da Merck Sharp & Dohme, Juliana Vale Marques, Gerente de Endomarketing do HSBC Bank Brasil, Carlos Parente, Diretor de Comunicação e Tatiana Saliba Andrade, Gerente de Comunicação Interna da Avon, Eloá Ciraulo, Gerente de Comunicação Interna e Nelson Patron Chapira Gerente Corporativo de RH da Accor Brasil, João Lúcio Neto, Diretor da Proactive Brasil e Gisele Lorenzetti, Diretora Executiva da LVBA Comunicação.
Serviço
25 e 26 de setembro
Transamérica Flatt 21st Century / Al. Lorena,473- Cerqueira César
Valor: R$ 3.495 mil
Informações: (11) 5505 1003 ramal 177; Fax: (11) 5506 1103; pelo email imprensa@iir.com.br e www.iir.com.br.

04 setembro 2006

Premiações

Abertas inscrições para o Prêmio Nacional de Opinião Pública
Estão abertas as inscrições para o Prêmio Opinião Pública - POP destinado a distinguir projetos e ações de relações públicas nas áreas privadas, de governo e também do Terceiro Setor.
A iniciativa tem abrangência nacional é uma realização conjunta do Conrerp 2ª Região e do Conferp. São sete as categorias: RP e Terceiro Setor; RP e Responsabilidade Social; RP em áreas governamentais, assuntos públicos comunicação pública; RP para organizações privadas; RP na gestão de crises; RP internacionais; e RP em novos mercados (Tecnologia, Agronegócios, Esportes etc.).
Serviço
Só podem concorrer trabalhos que tenham tido a participação de profissionais de RP habilitados e associados ao Sistema Conrerp/Conferp.
As inscrições vão até 13/10, pelo correio ou pessoalmente na sede do Conrerp (rua Monte Alegre, 212, conj. 61 05014-000, São Paulo, SP). A taxa de inscrição é de R$ 350.
Outras informações www.conrerp2.org.br, administracao@conrerp2.org.br ou pelo telefone 11-3801-2450.

ABRH-RJ Premiará os Melhores em Gestão de Pessoas
A ABRH-RJ, Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio de Janeiro, está recebendo inscrições para o Prêmio Gestão de Pessoas – Luiz Carlos Campos, um dos principais reconhecimentos aos profissionais de RH e às empresas cariocas que inovam nas práticas de gestão de pessoas e realizam contribuições relevantes para promover o desenvolvimento das organizações.
A 26ª edição do Prêmio contemplará uma organização que tenha práticas inovadoras e diferenciadas na área de Recursos Humanos e que proporcione um bom ambiente de trabalho alinhado a resultados excepcionais.
Além disso, “a empresa que conquistar o Prêmio, além do reconhecimento da ABRH-RJ e do mercado, receberá uma análise completa da comissão avaliadora, com uma forte explicação sobre os pontos positivos e negativos da gestão de pessoas presente naquela organização”, afirma José Carlos de Freitas, Diretor de Planejamento da ABRH-RJ.
Serviço
Qualquer organização atuante no estado do Rio de Janeiro pode participar.
Os formulários estão disponíveis no site www.abrhrj.org.br. As inscrições são limitadas e podem ser feitas até 13 de novembro.
Independente de serem ou não contempladas, todas as empresas que cumprirem os critérios pré-estabelecidos receberão uma visita técnica da comissão avaliadora e, posteriormente, um feedback.

Na Prática

Os blogs invadem o Recrutamento & Seleção
O processo para a contratação de estagiários de planejamento da agência JWT está sendo conduzido por meio de um blog <http://replacejuliana.blogspot.com> com postagens de Juliana Barbosa, atual estagiária da JWT.
Nos posts, Juliana fala sobre sua experiência como estagiária na JWT, o trabalho no departamento e até dá dicas sobre os lugares para almoçar perto da agência. É também no blog que os interessados encontram as informações e os exercícios para a primeira fase de seleção.
A primeira tarefa, por sinal, é a de os próprios candidatos também criarem seus blogs e se apresentarem a partir deles.

01 setembro 2006

Na Prática

Gourmet nas horas vagas, executivo abre as portas de casa para encontros gastronômicos com funcionários
(Fonte: Canal RH)
Para comemorar o cumprimento das metas, motivar sua equipe ou até mesmo ficar mais próximo de seus pares, Luiz Gastão Bolonhez, vice-presidente da empresa Mercado Eletrônico, promove encontros gastronômicos. Apaixonado por culinária, é o próprio Bolonhez que prepara os pratos que são degustados nessas ocasiões.
As reuniões acontecem na própria casa do executivo. Lá, as equipes das áreas de Vendas e Marketing confraternizam entre si e conhecem um pouco mais sobre seu líder fora do ambiente corporativo. Segundo Bolonhez, essa troca é valiosa, pois ajuda a estreitar as relações entre o líder e o liderado. “Cada vez mais esse relacionamento se faz necessário dentro das organizações. Afinal, o trabalho rende mais num ambiente onde as pessoas se conhecem e são amigas”.
Para o executivo, não há ambiente mais propício para isso do que uma mesa de jantar. “Não há nada mais aglutinador que reunir as pessoas para comer com você.” Ele conta que nesses encontros procura saber mais sobre seus colegas de trabalho. “Gosto de trazer minha equipe para perto de mim”, diz. “Aqueles que têm uma postura mais formal conseguem se soltar mais e, assim, sentem-se integrados.”
Bolonhez também destaca que a ação contribui para a quebra do paradigma entre chefe e funcionário. “De um modo geral, essa relação é bastante complicada. Como líder, é meu o papel descomplicá-la. O chefe sisudo, carrancudo já está fora do mapa. É fundamental conhecer seus pares. Saber do que eles gostam.”
Da concorrência à cooperação - Thelma Cavallaro, gerente de contas corporativas da empresa atesta o que diz Bolonhez. “Os encontros mudam a sua visão e te motivam, pois você deixa de ver o gestor, que a princípio está ali para te cobrar resultados, e passa a enxergar o ser humano.” Para ela, a quebra desse bloqueio facilita muito a convivência dentro da empresa.
Ela conta que os almoços e jantares refletiram melhorias também no relacionamento entre os membros da equipe. “Eles passaram a se conhecer melhor fora do ambiente de trabalho. Isso ajudou no relacionamento diário dentro da empresa”, afirma. Segundo ela, após os encontros com Bolonhez, a concorrência, que segundo ela é normal e saudável nessa área, se transformou em espírito de cooperação. ”Mais que competir entre si, agora eles querem cooperar uns com os outros”, explica. “Isso de traduz em benefícios para todos”.
Apesar dos resultados, esta ação ainda não foi implementada em toda a empresa. Bolonhez justifica que as áreas focadas (Vendas e Marketing) são as que mais demandam ações desse gênero devido à constante pressão por resultados a que são expostas.
Entretanto, ele não descarta a possibilidade de realizar um encontro com todos os 164 funcionários da empresa. “Já cheguei a cozinhar para quase 40 pessoas. Porém, não tenho receio de ter que fazer o mesmo para mais de 100”. Segundo o executivo, existem comemorações onde todos participam, porém elas ocorrem num intervalo maior (os almoços com Vendas em Marketing ocorrem, em média, a cada três meses).